All for Joomla The Word of Web Design

Entrevista com Diana Lança, terapeuta da fala afetada pelo fechamento de centros de terapia da fala pelo COVID 19

Desde Logopedicum, iniciamos uma iniciativa para compartilhar as dificuldades e possíveis soluções que los terapeutas da fala e outros profissionais estão dando para continuar realizando nossas intervenções por meio de sessões alternativas que nos permitem garantir a continuidade bem-sucedida de nossas abordagens.
Portanto, gostaríamos de poder ajudar todos os grupos afetados e queremos compartilhar as experiências de vários centros e profissionais de referência, a fim de tornar essa realidade visível, de todas as perspectivas, para ajudar nossos pacientes, estudantes e usuários mais do que nunca.
Abaixo, você encontra a entrevista com Diana Lança, uma terapeuta da fala de Portugal, que como outros profissionais, foi forçada a interromper sua atividade de assistência médica devido à crise de saúde de Covid19.
Nesses momentos complicados, temos muitos heróis anônimos que deixam a pele diariamente para fazer com que tudo mantenha a máxima normalidade.
Muito obrigadas por participar desta iniciativa!

 

DIANA LANÇA – PORTUGAL

 

  1. Qual é o nome do centro onde você trabalha?
Trabalho em várias clínicas na zona de Lisboa, Cascais e Almada.

 

  1. Você poderia descrever em uma linha que tipo de serviço você oferece, onde está localizada e quantos profissionais você é?

Todos os tipos de serviços de saúde ambulatória, somos bastantes colaboradores.

 

  1. Quais ferramentas digitais você está usando para realizar as sessões?

Neste momento, estamos a utilizar a telemedicina como resposta para todos os que nos procuram. Utilizamos preferencialmente a plataforma Zoom que tem funcionado bastante bem.

 

  1. Como você avalia essas sessões alternativas? Você acha que eles são bem recebidos?

A maioria dos pacientes viu como a única alternativa possível e por isso, muito bem aceite.

 

  1. Você acha que fazer sessões virtuais será uma medida que você pode oferecer no futuro imediato?

Sim sim, sem dúvida.

 

6. Você poderia descrever brevemente como está vivendo a situação atual e suas perspectivas?

Estou a adaptar-me muito bem a esta fase, felizmente. A meu ver, estas alturas inesperadas e “desconfortáveis” possibilitam olhar com outro prisma para o trabalho que estávamos a desempenhar até então e como ele de se pode moldar aos novos tempos. Até tenho tido várias ideias novas! 😊 o mundo está em constante evolução e enquanto profissional da saúde não posso descurar que a tecnologia está cada vez mais presente nas nossas vidas, em todas as valências. Por isso, é uma boa oportunidade para nos reinventarmos como profissionais também!